Moda à Toa: Outubro 2016

Alerta Trends: Brincos de Acrílico ou Resina - Vamos pagar a língua?

O perfume oitentinha vem pairando na sessão de acessórios. E um grande sucesso dessa década (visto por muitos como MEGA cafona) são os brincos em resina, de preferência maximalistas. Quem não usou na época ou criticou, provavelmente está pagando a língua. Com o cabelo mais curtinho tenho procurado ousar nos acessórios, entre eles, os brincos grandões de acrílico ou resina, com formas geométricas e desenhos divertidos. Já que é tendência você pode encontrar modelos mais discretos, que combina com looks de trabalho e até de festas ou abusar dos modelos mais coloridos para uma composição mais casual, despojada. Como eles chamam atenção por si só prefiro não usar junto com colar, pulseira e anel, acho informação demais.
As lojas estão apostando alto nessa tendência. 1. Brinco Bauhaus da Banana Split Acessórios (comprei na lojinha do Zoco Café) R$35 // 2. Concha e 3. Com detalhes em strass na Belle Bijou (do Paulista North Way) R$ 20 // 4. Brinco Boca e 5. Brinco Abacaxi  são do Club da Miçanga (do Shopping Recife) R$ 24,90 e R$ 19,90 respectivamente








De volta aos cachos: Produtinhos para Transição Capilar

Quando você fala em abandonar a química dos cabelos uma das primeiras coisas que se ouve é: você irá economizar muito!...BUT...não concordo muito. Você apenas troca as mil escovas progressivas que existem por ai (chocolate, morango, japonesa, marroquina,etc) por mil cremes e óleos que prometem cachos perfeitos. Como uma típica geminiana, ter várias opções é um problema. Então pesquisei muito antes de me arriscar nesse universo cacheado.

No processo de transição conheci a Lola Cosmetics. Difícil não se apaixonar pelas embalagens, pelo mkt engraçadinho e, o mais importante, pela qualidade dos produtos. Foi com a Lola que conheci a técnica No Poo e Low Poo.

Comprei a linha Curly Wurly - Abaixo a Ditadura dos Lisos no Mundo do Cabeleireiro do Shopping Recife
Basicamente a técnica de lavagem Low Poo quer dizer "pouco-shampoo", neste caso o shampoo é livre de agentes pesados derivado de petróleo, parafina, silicone, e do Lauril Sulfato de Sódio - um dos agentes agressivos mais comum . Esse produto tem como objetivo  manter a oleosidade e proteção natural dos cabelos, principalmente os das cacheadas. Gostei muito desse shampoo da Lola e apesar da embalagem pequena ele rende demais, pelo menos no meu cabelo, fora que o cheirinho é uma delícia.

Já a lavagem No-Poo, quer dizer "nenhum-shampoo", dispensando totalmente as substâncias químicas. Mas para aderir a técnica todos os outros produtos não devem conter óleo mineral, parafina e silicones insolúveis que precisam do sulfato para serem retirados. Esse condicionador da Lola também funcionou legal no meu cabelo. Uma vez na semana usava ele no lugar do shampoo e realmente senti o couro cabeludo limpo e os fios mais leves. Ah e tem mais, lavar o cabelo com o condicionador é chamado de co-wash. Haja termos e técnicas hein?!

 Por fim o pudding da linha Curly Wurly. Ele é uma espécie de tratamento, mas sem enxague. Sua fórmula é enriquecida aminoácidos de arroz, óleo de Jojoba e extrato de Aloe Vera. Ele realmente não deixa o cabelo oleoso e dá uma forma legal nos cachos. ´Tem um cheirinho cítrico ótimo e a textura bem consistente. Apesar da embalagem falar que é para usar quantidade generosa, no meu cabelo não precisei usar tanto assim. Um pouco já espalhava super bem. 


No processo de transição ainda com o restinho de escova progressiva nas pontas
Sobre valores...Quando comprei no ano passado eles estavam uns R$ 10 reais mais baratos que hoje em dia.  Não tenho certeza de quanto, mas a média é de R$ 40 o shampoo e condicionado (cada) e uns R$ 54 o pudding. Pretendo comprar novamente a linha, pois funcionou muito nesse processo, mas por enquanto tenho outros produtos para testar.

© MODA À TOA - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Eddie Lima.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo