Moda à Toa: Sim, eu estou feliz com meus cachinhos

Sim, eu estou feliz com meus cachinhos

       Esse final de semana fui ao salão só tirar as pontas ressacadas e tentar salvar minha sobrancelha (meu drama), quando ouvi da cabeleireira "E aí, vamos fazer uma progressiva?". "Nãããão, desse mal já me libertei", respondi de imediato e ainda dei uma risadinha :P Ela ainda completou: "Eu queria fazer isso também, mas ainda sou escrava dos lisos".


       Pois é, há pouco mais de dois anos, eu vivia uma verdadeiro drama com meus fios. Nunca estava totalmente satisfeita com o resultado da química e queria cada vez mais liso. Mas aí apareceu um casamento no meio do caminho e precisei deixá-lo crescer, sem química alguma. Uma semana depois do meu casamento, voltei ao salão para cortar e voltar para o liso que tanto me fazia falta, aí me vem a bomba "Hoje não vai dar tempo para a progressiva. A gente corta e deixa marcada tua hora". "Não!!!" Mas, ou era isso, ou sair do salão sem fazer nada (aí não tem graça, né?). E cortei. E me apaixonei. E me libertei.

Tá certo. Eu não tenho tantos cachinhos, mas meu cabelo é cheio das vontades.
       Sim, foi fácil. E mais, foi ótimo deixar que meu cabelo voltasse a ter vida própria. Se era bom acordar com os cabelos prontos? Sim, era. Mas é ainda melhor não me preocupar em retocar a raiz (na verdade ainda me preocupo com essa parte, pois não abandonei as tintas), não me sentir incomodada com as pontas nada naturais e o melhor: lavou tá pronto. Nada de auxilio de secador, chapinha, etc etc. Adeus escravidão. Adeus ditadura da chapinha!

Dois anos atrás, quando cortei pela primeira vez e decidi usá-lo assim, livre. A princesa é minha afilhada, que já está enorme!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© MODA À TOA - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Eddie Lima.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo